fbpx

COVID-19: Transporte e entrega de produtos alimentares

O foco principal de quaisquer medidas adicionais de higiene e desinfeção implementadas pelas empresas alimentares é manter o vírus da COVID-19 afastado dos seus negócios. O vírus só poderá introduzir-se na empresa através da entrada de pessoas contaminadas ou mesmo produtos/utensílios/equipamentos.

Há um conjunto de cuidados que os motoristas devem tomar durante o transporte e entrega de produtos alimentares.

Os motoristas que entregam produtos alimentares não devem deixar as viaturas durante a entrega.

Os funcionários devem ter um desinfetante para as mãos à base de álcool, um desinfetante e toalhas de papel.

Antes de entregar os documentos (fatura/ guia de remessa) nas instalações de descarga, os motoristas devem usar o desinfetante para as mãos.

Recipientes e embalagens descartáveis ​​devem ser usados ​​para evitar a necessidade de limpeza de qualquer retorno. No caso de recipientes reutilizáveis, devem ser implementados protocolos adequados de higiene e desinfeção.

Os motoristas que entregam mercadoria nas instalações de empresas do setor alimentar devem estar cientes dos potenciais riscos envolvidos na transmissão de contato da COVID-19. O vírus pode ser transmitido se os motoristas tocarem numa superfície contaminada ou apertarem as mãos de uma pessoa infetada com as mãos contaminadas.

As superfícies provavelmente contaminadas com o vírus incluem superfícies de toque frequente, como volantes, maçanetas, dispositivos móveis, etc. É por isso que a higiene das mãos, em conjunto com o distanciamento físico, é de suma importância. A desinfeção das superfícies de contato frequente é fundamental para evitar contaminação cruzada.

Os funcionários devem estar cientes do distanciamento físico ao pegar e repassar encomendas aos clientes e da necessidade de manter um elevado grau de limpeza pessoal e das roupas de proteção. Devem ainda garantir que todos as caixas de transporte sejam mantidas limpas e frequentemente desinfetadas. Os alimentos devem ser protegidos contra contaminação e devem ser separados de outros bens que possam causar contaminação.

Segundo a OMS e FAO, é altamente improvável que as pessoas possam contrair COVID-19 a partir dos alimentos ou embalagens de alimentos. No entanto, é importante falarmos de Segurança Alimentar.

Leia também o nosso artigo Covid-19: Manipuladores de alimentos – Distanciamento físico no ambiente de trabalho.

Open chat
1
Olá! Precisa de ajuda